Call +001 555 801

Default welcome msg!

Mini-implantes, Um Guia Teórico-prático De Instalação E Biomecânica Ao Ortodontista E Implantodontista

Autor: uciano Ladeia Jr / Luiz Eduardo Ladeia, Editora: Napoleão, 1ª / 2011
Avise-me quando este produto voltar ao estoque

Disponível: Sem estoque

R$ 398,00

Calcule o valor do frete deste produto

Entrega Expressa: mesmo dia para São Paulo capital, pedidos efetuados e aprovados até às 13hs.

Dúvidas? Prezamos pelo bom atendimento, entre em contato com nosso Televendas (11) 2533-1466 / 5055-8169 .

Facilitamos o pagamento, parcelamos suas compras em até 6x sem juros.

Conheça nossa Loja Física: Alameda dos Arapanés, 844 - das 08h às 18h

Descrição

Detalhes

Capítulo 1 – Conceitos aplicados ao uso dos mini-implantes
Capítulo 2 – Instrumentais
Capítulo 3 – Características e tipos de mini-implantes
Capítulo 4 – Planejamento clínico: anatomia periodontal aplicada
Capítulo 5 – Imaginologia aplicada ao planejamento dos mini-implantes
Capítulo 6 – Procedimentos cirúrgicos para instalação dos mini-implantes: considerações técnicas e anatômicas por sítio de instalação
Capítulo 7 – Possibilidades biomecânicas com o emprego dos mini-implantes
Capítulo 8 – A segmentação dos arcos e a mecânica seccional
Capítulo 9 – Técnica de remoção dos mini-implantes
Capítulo 10 – Fatores associados ao insucesso no uso dos mini-implantes: erros problemas e complicações
Capítulo 11 – Guia de prontuário clínico para mini-implantes
Capítulo 12 – Resumo de protocolos clínicos
Capítulo 13 – Miniplacas: método não invasivo
Capítulo 14 – Pérola lingual: o “joystick” para a língua
Capítulo 15 – Utilização de mini-implantes na cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial: bloqueio intermaxilar em ortognáticas e em traumas de face

PERSPECTIVAS FUTURAS NO EMPREGO DOS DATs
Capítulo 16 – Considerações eletromagnéticas da movimentação dentária: associação dos DATs com magnetos
Capítulo 17 – LAS® - Ladeia Anchorage System®: uma nova proposta de sistema de ancoragem esquelética

TEXTO DO AUTOR
O avanço da Odontologia enquanto ciência tem colocado as especialidades em uma situação de evolução. Cada vez mais, os profissionais são requeridos a proporcionar respostas às necessidades clínicas do paciente, assim como ter conhecimento das ferramentas que proporcionem estas respostas.
Na Ortodontia não é diferente. Uma série de aparatos é inserida no portfólio dos ortodontistas a cada dia, aparatos esses com os quais os profissionais devem estar familiarizados, para poderem suprir o que a comunidade requer ao procurar serviços especializados. É nesse quadro que se insere a utilização de Mini-Implantes, posicionados cirurgicamente nas bases ósseas no intuito de possibilitar uma ampliação da resposta dentária aos movimentos requeridos na clínica ortodôntica.
Os mini-implantes podem ser definidos como pequenos “parafusos” de titânio, com característica de serem biocompatíveis e bioindutores. São termos utilizados para denominar esses aparatos: ortoimplantes, implantes ortodônticos, microimplantes, microparafusos, pinos de ancoragem, ancoragem esquelética, ancoragem absoluta ou DATs (Dispositivos de Ancoragem Temporária). Por uma questão de enquadramento dimensional do parafuso, evitaremos a utilização do termo micro, pois denota uma ideia de menor tamanho do que realmente ele apresenta.
Os mini-implantes se enquadram entre os dispositivos aplicados com finalidade de ancoragem temporária durante a fase terapêutica ortodôntica. Ancoragem é definida em Ortodontia como a resistência à algum movimento dentário. A ancoragem é um dos aspectos de maior importância no tratamento ortodôntico. Para se obter uma estabilidade da movimentação, é necessário que a unidade de ancoragem tenha uma resistência maior que a unidade ativa (dentes que precisam ser movidos). Em alguns momentos, necessita-se de uma ancoragem absoluta para a resistência ao movimento aplicado, situação esta que somente aparatos posicionados nas bases ósseas podem proporcionar. O conceito de ancoragem absoluta implica necessariamente a ausência de movimentação na unidade de apoio.
A instalação dos mini-implantes pode ser realizada pelo cirurgião-dentista clínico geral em seu consultório, entretanto, um conhecimento prévio das características da técnica de instalação, assim como um conhecimento apurado do planejamento ortodôntico e da biomecânica a ser aplicada nesses mini-implantes é fundamental ao sucesso do tratamento final.
Com maior frequência, os periodontistas, cirurgiões bucomaxilofaciais e implantodontistas têm sido requisitados para executar o procedimento de instalação dos mini-implantes, devido à maior familiaridade com procedimentos cirúrgicos. A esses profissionais, tão preparados no quesito cirurgia, falta algum posicionamento quanto às implicações biomecânicas e os vetores de força que serão aplicados no mini-implante após a etapa de instalação. Também aos ortodontistas que necessitam posicionar mini-implantes em seus pacientes, falta algum conhecimento referente à anatomia gengival e óssea aplicada, ao sítio de instalação, às técnicas de instalação e aos cuidados na preservação desses implantes ortodônticos.
O planejamento do uso de mini-implantes deve envolver conhecimentos de mais de uma área de atuação odontológica e pode envolver uma equipe transdisciplinar, constituída pelo profissional que instalará o mini-implante e pelo profissional que irá utilizá-lo. A observação do sítio de colocação, técnica e cuidados na instalação, cuidados pós-instalação e na preservação da saúde dos tecidos gengivais e ósseos que suportarão e envolverão esses dispositivos, assim como os vetores de força a serem aplicados nos mini-implantes, devem ser considerados desde a etapa de planejamento.
Tomando por base as necessidades encontradas pelas especialidades na compreensão dos mini-implantes e no sentido de preencher a lacuna enfrentada no planejamento transdisciplinar requerido ao sucesso dessa utilização, é que foi elaborado este manual teórico-prático.
Buscando a excelência nas diversas nuances apresentadas neste livro, convidamos a participar conosco neste trabalho alguns dos professores que consideramos referência em suas respectivas áreas. O professor Michel Langlade e professor Eduardo Pires Mendes, que caminham há mais de 30 anos juntos na filosofia segmentada, apresentam os fundamentos da necessidade da segmentação da biomecânica em determinadas situações. O professor Claudio Costa do departamento de Radiologia da FOUSP, nos esclarecendo a Imaginologia aplicada aos mini-implantes. O professor Korrudi Ritto, autor de artigos e livros em ancoragem esquelética, nos apresenta o que há de mais moderno na aplicação de DATs, assim como as perspectivas de associação de DATs e magnetos, são apresentadas pelo professor Sisenando Itabaiana Sobrinho.
Consideramos como referência mundial ao uso de DATs o Departamento de Ortodontia da Escola de Odontologia da Kyungpook National University, em Daegu, Coreia. Por este motivo, convidamos o professor Hee-Moon Kyung, um dos precursores na utilização dos mini-implantes, a nos apresentar um histórico destes dispositivos, enfatizando a importância deles a quem pretende praticar uma ortodontia diferenciada e pautada no que há de mais moderno, de modo a ampliar as opções terapêuticas, o que foi feito brilhantemente disposto na nota introdutória deste livro.
Além dos professores supracitados, tivemos a importante colaboração de colegas com destaque em suas respectivas áreas de atuação, que serão mencionados no início de cada capítulo do qual tiveram autoria e/ou participação, assim como nas páginas reservadas aos colaboradores. Os capítulos 8, 13 e 14 não tivemos participação direta, tendo sido esses publicados “Ipises litteris” como enviados a nós, apenas nos cabendo a revisão e adequação ao formato pretendido no livro.
Pedimos ao nosso leitor que considere abertamente as ideias aqui apresentadas, não as tomando por verdades absolutas ou bandeiras de nenhuma técnica, mas sim como uma possibilidade de agregar conhecimentos preciosos à prática clínica da Ortodontia e da Implantodontia, fazendo uso dos mini-implantes. “O profissional do novo milênio tem por obrigação conhecer as diversas possibilidades terapêuticas, sabendo com discernimento e inteligência associar as vantagens de cada filosofia para poder individualizar os tratamentos. Não existem técnicas mágicas, fórmulas prontas, implantes, arcos ou bráquetes inteligentes, existem Cirurgiões-Dentistas inteligentes”.
Desejamos a todos uma boa leitura e uma reflexão científica das ideias aqui apresentadas…

Comentários

Queremos saber sua opinião

Produto: Mini-implantes, Um Guia Teórico-prático De Instalação E Biomecânica Ao Ortodontista E Implantodontista

Tags do Produto

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Calma Dr(a) não vá !
Ganhe +5% de desconto em sua primeira compra.
Assine nossa newsletter e receba este presente.